Facebook do XerebeleTwitter do XerebelePinterest da XerebeleInstagram da Xerebele
Bem Vindo João Pedro e Vinícius Nicole Pietra João Lucas Ana Júlia Paulo Marcelo e Paulo Arthur
Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3

Novidades

Dicas para as mães que sentem dificuldade em amamentar

Dicas para as mães que sentem dificuldade em amamentar

A amamentação é uma das experiências mais intensas e emocionantes na vida de uma mulher e seu bebê. Veja algumas dicas de como tornar esse momento agradável para ambos.

Uma boa postura é importante: sente-se confortavelmente, com um bom apoio para os braços; coloque o bebê na altura do mamilo, de frente para você (barriga com barriga).

A boa “pega” é fundamental: fazendo cócegas no queixo do bebê, ele abre bem a boca e você pode então “encaixá-lo” no mamilo. Quanto mais seio ele pegar, melhor. Só o bico, não pode.

Deixe o bebê mamar quando e quanto quiser: livre demanda é a palavra de ordem. O leite varia de composição ao longo da mamada: no início ele é aguado (mata a sede), rico em açúcar (que fermenta e provoca cólica) e anticorpos (essenciais para a defesa do bebê); no final, ele é mais espesso e rico em gorduras: sacia por mais tempo e acelera o ganho de peso.

Por isso, nada de 5 minutos aqui e 5 minutos ali. É importante deixar o bebê mamar um seio até esvaziar, antes de oferecer o outro (na mamada seguinte, comece pelo mais cheio). Arrotar é sempre bom, no meio ou no final da mamada.

Alguns cuidados com os seios: não os lave após cada mamada, assim você está retirando sua película protetora. Aplique um pouco do próprio leite no bico. Deixe-os sempre que possível ao ar livre (as boas janelinhas do sutiã) e pegue um pouco de sol nos seios, de manhã e à tardinha.

Evite:

Qualquer tipo de pomada ou creme.

Se a mamada provocar dor intensa logo no início, ou se o bebê parece ter dificuldades em começar a mamar, experimente retirar um pouco de leite antes de amamentar: funciona muito bem.

Se os seios ingurgitarem, a receita é fazer bastante massagem. A energia criada pelo movimento faz com que o leite “empedrado” (na verdade gelificado) se liquidifique novamente. Usando os dedos indicador e médio, faça movimentos circulares a partir da aréola, progredindo em espiral em direção à porção externa do seio; o ideal é aprender a técnica com um profissional.

Depois da massagem, é bom amamentar ou esvaziar o seio manualmente, e fazer compressas frias (e não quentes!), que diminuem a produção de leite.

Com informações do Site médico.

Outras Novidades

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades.

www.xerebele.com.br

Av. Washington Soares, 4040
Loja 18 - Shopping Molina
(85) 3022.0602

Mauna Comunicação Interativa