Facebook do XerebeleTwitter do XerebelePinterest da XerebeleInstagram da Xerebele
Bem Vindo João Pedro e Vinícius Nicole Pietra João Lucas Ana Júlia Paulo Marcelo e Paulo Arthur
Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3

Novidades

Veja os benefícios da drenagem linfática na gravidez

Veja os benefícios da drenagem linfática na gravidez

Toda grávida sofre pelo menos um pouco com a retenção de líquido provocada pela gestação. Essa retenção tem como consequência maior o inchaço dos pés, pernas e algumas vezes por todo o corpo. Ela é provocada pelo aumento natural da taxa hormonal da mulher. À medida que vão passando os meses, o incômodo vai ficando cada vez maior.

Uma solução segura que atenua esses sintomas é a drenagem linfática, uma técnica de massagem que direciona o excesso de líquidos para os gânglios linfáticos, eliminando-os.

“A drenagem linfática manual durante a gravidez traz benefícios para a mãe e para o bebê e pode ser realizada a partir de 12 semanas de gestação ou após liberação médica” afirma a fisioterapeuta dermatofuncional Ana Paula Dellalibera Vaz.

Segundo a especialista, a técnica atua no combate às toxinas e ativa a circulação, o que resulta na diminuição do inchaço das pernas e da sensação de peso e cansaço, eliminação natural do líquido acumulado e melhora da nutrição das células e dos tecidos. Por se tratar de uma técnica de massagem, a drenagem ainda relaxa e alivia tensão e dores musculares.

Além disso, uma vez aprovada pelo médico obstetra, gestante e bebê não correm nenhum risco.

“É importante que a gestante procure um profissional fisioterapeuta dermatofuncional e que já trabalhe com gestantes para fazer a drenagem linfática manual, pois nestes casos a técnica de massagem requer cuidados especiais com posicionamento durante a aplicação. Já no abdômen e mamas deve-se fazer somente uma hidratação. Lembramos apenas que é necessária aprovação do obstetra, pois nos casos de gravidez de risco, insuficiência renal, trombose, hipertensão descontrolada e algumas outras doenças pré-existentes não é permitido realizar o procedimento” explica a fisioterapeuta.

É indicado para as grávidas um sessão semanal, a partir do momento que começarem os incômodos e no pós-parto pode ser realizado mais vezes na semana, quantas vezes forem necessárias.

“É muito importante que a gestante beba cerca de dois litros de água por dia, diminua a quantidade de sal nas refeições, evite frituras e refrigerante, use roupas confortáveis e pratique exercícios físicos (com liberação médica) regularmente com acompanhamento profissional especializado” orienta Ana Paula.

Nos partos normais, as drenagens podem se iniciar na mesma semana do nascimento do bebê. No caso de parto por cesariana, o ideal é aguardar a cicatrização do corte, mas antes de qualquer procedimento é necessária à liberação do obstetra.

Com informações do site Zero Hora

Outras Novidades

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades.

www.xerebele.com.br

Av. Washington Soares, 4040
Loja 18 - Shopping Molina
(85) 3022.0602

Mauna Comunicação Interativa