Facebook do XerebeleTwitter do XerebelePinterest da XerebeleInstagram da Xerebele
Bem Vindo João Pedro e Vinícius Nicole Pietra João Lucas Ana Júlia Paulo Marcelo e Paulo Arthur
Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3 Nicole3

Novidades

Que leite devo dar ao meu filho?

Que leite devo dar ao meu filho?

Até os seis meses de idade, o bebê deve ser alimentado única e exclusivamente com o leite materno. Depois disso, começa a comer as primeiras papinhas e, se a criança passar a frequentar a creche ou escolinha, os pais também poderão enviar o leite que ela irá beber.

E é aí que surgem as dúvidas. Leite de caixinha ou em pó? Integral, semidesnatado ou desnatado? E aquelas fórmulas feitas de acordo com a idade da criança? Para saber as diferenças entre os tipos de leite disponíveis no mercado e qual é o recomendado para o seu filho, conversamos com a nutricionista Mirian Nogueira, do Hospital São Luiz.

Há vários tipos de leite disponíveis: integral, semidesnatado e desnatado. Quais as diferenças entre eles e qual é mais indicado para a criança após o desmame?

"O leite pode ser: Integral, semidesnatado ou desnatado (o que muda é a fração de gordura)

• Integral: contém a gordura original do leite. Há vitaminas, como a A e D, que precisam da gordura. Crianças até 2 anos devem tomar leite integral, que tem de conter pelo menos 3% de gordura.
• Semidesnatado: contém parte da gordura natural do leite, numa proporção de 0,6% a 2,9%. Em situações especiais, pode ser dado a crianças de mais de 2 anos com problema de obesidade, seguindo orientação do pediatra.
• Desnatado: Pode ter no máximo 0,5% de gordura. Não é recomendado para crianças em nenhuma situação.

Para que o leite se torne semi-desnatado e leite desnatado toda a gordura é removida por centrifugação, após esse processo, a gordura é adicionada de volta ao leite aos níveis que o classifica como semi-desnatado e desnatado. A Organização Mundial da Saúde recomenda o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade da criança, sendo que até o segundo ano deve ser compartilhado com outros alimentos saudáveis. Até um ano de idade, a criança pode receber fórmulas infantis próprias que devem ser indicadas por seu pediatra, no caso da mãe não ter condições para amamentar com seu próprio leite. Após o primeiro ano o leite de vaca já estará liberado para a criança.

A criança de mais de 1 ano precisa tomar leite integral. Famílias com menos poder aquisitivo oferecem o leite integral aos bebês com menos de seis meses porque é mais acessível, porém ele não é apropriado à idade, já que o trato gastrointestinal dos pequenos ainda não está desenvolvido. Nesse caso, o bebê deverá tomar um suplemento com zinco, ferro e outras vitaminas.

Os mais recomendados são o leite em pó e os enriquecidos com ferro e ômega 3 e 6. O leite desnatado e o semidesnatado são indicados para tratamentos de doenças específicas, como a obesidade, e os de soja, para complementar a alimentação".

Muitos pais acham que leite desnatado é aguado e mais fraco que o integral. Isso é verdade ou mito?

“Depende do que for considerado fraco. Se pensarmos quantidade de calorias e gordura, o leite desnatado possui quantidade bem menor que o integral. Quando pensamos em proteínas, vitaminas e minerais, as quantidades são equivalentes”.

É verdade que o leite jamais deve ser fervido, pois libera o colesterol ruim?

“O processo de fervura é feito para evitar o risco de haver micro-organismos prejudiciais. Por outro lado, ao ferver o leite, algumas de suas propriedades positivas se perdem. O processo é indicado para leites não pasteurizados ou do tipo C. O colesterol presente no leite será absorvido independente da fervura ou não do mesmo”.

Quais as principais diferenças entre o leite em pó e o líquido?

“Leite em pó é a forma do leite líquido que foi desidratado, permitindo uma longevidade estendida visto que diminui a umidade do mesmo, reduzindo as possibilidades de multiplicação de bactérias. O leite em pó não é feito a partir da secagem do leite comum. Para extrair a água, que compõe cerca de 90% da massa do leite, as fábricas fazem-no evaporar num processo lento, que mantém as proteínas do produto”.

Também existe leite em pó de acordo com a faixa etária da criança (1, 3, 5, 7 anos). No que se diferenciam? Conforme a criança cresce, mudam também as quantidades de nutrientes que a criança precisa?

“Estas fórmulas são diferenciadas pela quantidade de nutrientes específicos para cada fase da infância e também pela alteração no sabor. Estas necessidades mudam de acordo com o crescimento.

Em certas fases a criança precisa de mais calorias, em outras, de mais proteínas, ferro, vitamina A, pré e probióticos, enfim, estas mudanças continuam pela adolescência, vida adulta e na terceira idade.

Conforme a alimentação complementar é introduzida, a presença destes nutrientes provindos do leite torna-se menos essencial, visto que já podem ser obtidos de outras fontes. A alimentação tende à se tornar mais variada e o paladar mais aguçado, justificando a diferença entre as fórmulas infantis”.

Qual a quantidade diária que uma criança deve ingerir de leite?

“O leite é rico em cálcio, fósforo e magnésio, é um alimento essencial para a formação dos ossos e dos dentes do recém-nascido, bem como para a regulação de diversas funções do organismo humano, como as reações enzimáticas do metabolismo.

A ingestão diária do alimento é muito importante nos primeiros anos de vida, quando o crescimento, o ganho de peso e o desenvolvimento neuropsicomotor ocorrem de forma intensa.

O leite continua sendo muito importante para a alimentação da criança depois de 1 ano de idade, pois fornece proteínas, cálcio, magnésio e vitaminas B12 e B2. A criança precisa tomar de 500 a 750 ml de leite integral por dia”.

Com informações do blog da Jornalista Chris Flores.
Foto: Jupiterimages / Thinkstock / Gettyimages.

Outras Novidades

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades.

www.xerebele.com.br

Av. Washington Soares, 4040
Loja 18 - Shopping Molina
(85) 3022.0602

Mauna Comunicação Interativa